Telefone:  11 4555-2277  /  11 4555-1030

  

Menu
  • Publicado em Notícias
  • Ler 103 vezes

Alfabetização e Pandemia

Alfabetização e Pandemia

ALFABETIZAÇÃO E PANDEMIA: o que você precisa saber sobre a alfabetização do seu filho

A suspensão das aulas por conta do coronavírus e a necessidade de isolamento social trouxe um grande desafio para pais, professores e alunos que passaram a estudar de forma online. Uma preocupação ainda maior se dá quando essa criança está iniciando o seu processo de alfabetização. O que fazer? Como ajudar? Será que o processo deve ser continuado?
Sabemos que nessa época de pandemia muitos pais estão preocupados com os filhos que entraram no primeiro ano escolar, ou seja, iniciaram o processo de alfabetização. Embora essa preocupação seja normal, há algumas coisas que precisam saber sobre esse período e que, tenho certeza, irão tranquilizá-lo.

MITO OU VERDADE?

1. Toda criança precisa estar alfabetizada no primeiro ano escolar, ou ficará atrasada na escola. MITO.
Na verdade, nenhuma criança precisa estar completamente alfabetizado no final do primeiro ano, ao contrário do que se pensa, a alfabetização é um processo que pode ocorrer até o final do terceiro ano.

2. A alfabetização envolve apenas ler e escrever fluentemente na sua língua. MITO.
Ler e escrever é a parte final do processo, antes disso é necessário que a criança desenvolva sua maturidade neurológica e alguns conceitos fundamentais, e esse desenvolvimento pode e deve ocorrer a partir de brincadeiras e atividades da sua rotina. Respeitar regras, desenvolver a coordenação motora global e fina, desenvolver a coordenação visomotora (envolve olhar e fazer) e a habilidade auditiva fazem parte desse processo.

3. Para aprender a criança deve se interessar por aquilo que ensinamos. VERDADE.
A aprendizagem só ocorre quando algo é significativo para a criança, portanto, nesse período que estamos em casa, procure desenvolver atividades que mostre para ela a importância de ler e escrever, e isso pode envolver desde a leitura de um livro, ou das regras de um jogo que ela quer jogar, até fazer uma receita culinária juntos, uma lista para o mercado.

4. A criança é capaz de criar hipóteses sobre a leitura e a escrita. VERDADE.
Sabemos que a criança cria hipóteses sobre a maneira correta de ler e escrever. Oferecer a ela desafios, em forma de brincadeiras, pode auxiliar nesse processo. Quanto maior o contato que ela tiver com materiais escritos, maior será sua curiosidade e busca por respostas.

5. Se a criança não aprende a ler e a escrever é porque tem má vontade, preguiça. MITO.
Não existe preguiça de aprender, se apesar dos estímulos a criança não está se desenvolvendo da maneira esperada, essa deve ser melhor investigada, avaliada, pode estar ocorrendo alguma dificuldade importante para o aprendizado.

6. Famílias que têm o hábito de leitura faz com que as crianças aprendam com maior facilidade. VERDADE.
Quanto maior o contato da criança com as letras, através de atividades diversas ou mesmo da presença de livros em casa, maior será seu interesse em aprender, mais significativo será seu aprendizado.

A relação que a família estabelece com a leitura e a escrita e com seu processo de alfabetização é determinante para o aprendizado. Se a criança percebe pais ansiosos, que cobram demais, que a julgam por não ter conseguido, seu processo poderá ser bloqueado e surgirem dificuldades que nem precisariam existir.

Ao invés disso, traga a leitura e a escrita para as atividades do dia-a-dia, para os jogos e brincadeiras, para os momentos de diversão em família. Dessa maneira, a alfabetização surgirá de maneira quase natural, e quando menos esperar, seu filho estará lendo.

DICAS PARA DESENVOLVER HABILIDADES PARA ALFABETIZAÇÃO:

  • COORDENAÇÃO MOTORA GLOBAL – correr, pular corda, brincar de amarelinha etc.
  • COORDENAÇÃO MOTORA FINA – Jogos de construção (Lego, montar torres), origami (dobraduras) etc.
  • COORDENAÇÃO VISOMOTORA – acertar a bola em um cesto, copiar um desenho, jogo do espelho (copiar determinados movimentos) etc.
  • HABILIDADES AUDITIVAS – Memorização (ouvir e repetir), jogos com sons, falar palavras que começam com determinado som etc.
  • LER E ESCREVER – bingo de letras, jogos com figuras e a palavra escrita, dominó de letras, cruzadinhas, caça palavras etc.


Como vimos, podemos fazer muitas coisas para auxiliar na alfabetização dos nossos filhos, mas em caso de dificuldades ou dúvidas, estou à disposição para auxiliá-los, é só me chamar pela Agenda Edu.


Abraço carinhoso e virtual


GLEIDIS R. GUERRA – Fonoaudióloga Escolar