Telefone:  11 4555-2277  /  11 4555-1030

  

Menu
  • Publicado em Notícias
  • Ler 77 vezes

Chupeta e mamadeira, como lidar com isso na quarentena?

Chupeta e mamadeira, como lidar com isso na quarentena?

Após a entrada na escola a criança começa a desenvolver algumas responsabilidades, e é importante para ela perceber que cresceu, e que deverá cumprir com algumas regras estabelecidas, pois assim lidará melhor com as suas tarefas.

O uso da chupeta e mamadeira após os 2 anos de idade reforça sua dependência emocional e pode atrapalhar o desenvolvimento de fala, dos órgãos fonoarticulatórios e sua aprendizagem. Como exigir responsabilidade se dizemos através dos objetos que ainda é um bebê?

Fonte: https://www.dicasdemulher.com.br/razoes-para-nao-oferecer-chupeta-ao-seu-bebe/

 

Em tempos de quarentena, em que estamos praticamente todo o tempo em casa, é natural que a criança peça mais por esses objetos, que fique mais manhosa de certa forma, visto que houve uma mudança grande na sua rotina e de seus familiares, o que pode trazer-lhe insegurança. Não a deixe usar disso para ter todos os seus desejos atendidos.

Para que o uso da chupeta e da mamadeira não seja excessivo nessa fase, o ideal é que converse com a criança sobre os malefícios dos mesmos, deixe claro que agora não é mais um bebê, e determine os momentos que poderá utilizá-los até a sua retirada total.


Assim, segue algumas dicas que poderão auxiliar nesse processo

Fonte imagem: https://www.maternidadecolorida.com.br/copos-de-treinamento-transicao-pros-contras-e-como-escolher/

  • A mamadeira deve ser dada apenas com o objetivo de alimentação, nunca após ou antes as refeições principais ou como substituta das mesmas.
  • Sempre que possível, oferecer o leite no copo, estimular que as refeições sejam feitas à mesa, junto com os outros familiares.
  • Caso a criança após os 2 anos de idade ainda faça uso de várias mamadeiras ao dia, ir retirando uma de cada vez, comece pela que acha que sentirá menos falta, e substitua pelo copo (pode ser o copinho treino ou de transição). Aos poucos, vá retirando as outras.
  • Deixar claro que a chupeta é apenas para dormir, não permitindo seu uso durante as brincadeiras ou outras atividades é fundamental para a retirada posterior.
  • Caso a criança insista, dê a chupeta e coloque-a para dormir, retirando brinquedos ou outros atrativos, assim ela acabará escolhendo o que é mais divertido e deixando a chupeta de lado.
  • A chupeta não deve sair de casa, nos passeios, idas ao supermercado ou outros, não leve a chupeta, assim não ficará tentada a dar se ela pedir.
  • Estabeleça um prazo para a retirada total, se ela faz uso dos dois (chupeta e mamadeira) retire uma de cada vez, começando pelo que acha que ela sentirá menos falta.
  • Ao final deste prazo estabelecido (não deve ultrapassar 1 mês e pode ser utilizado um calendário para a criança ir anotando as datas), a chupeta/mamadeira deve ser eliminada da vida da criança. Em troca pode ser dado um “presente”, que não precisa ser material, mas algo que a criança valorize.

Um abraço,

 

Gleidis R. Guerra

Fonoaudióloga Escolar